Encontre seu Imóvel
Negócio:
Tipo
Quartos:
Cidade
Bairro
Preço
de
até
Buscar pelo Código

Como o Minha Casa, Minha Vida funciona?

Se você, como a maioria dos brasileiros, deseja realizar o sonho da casa própria através de um financiamento, com certeza já se perguntou sobre o Minha Casa Minha Vida, o programa governamental que oferece condições facilitadas aquisição de imóveis para pessoas de baixa renda.

Nesse texto, explicamos como funciona o programa, suas faixas, os juros envolvidos e quais as fontes dos recursos utilizados.

Conheça as Faixas do Minha Casa Minha Vida

Nem todo mundo pode participar Programa Minha Casa Minha Vida, afinal de contas, é um programa de assistência social, e você precisa atender a alguns requisitos socioeconômicos para garantir os subsídios do governo. Pode participar qualquer brasileiro que possua uma renda familiar mensal de até R$ 9.000,00.

O Minha Casa Minha Vida oferece quatro condições de financiamento diferentes de acordo com a renda da família. Dessa forma, pessoas com rendas menores recebem maior subsídio governamental e taxas de juros menores. Confira os limites de renda para cada faixa oferecida pelo programa:

  • Faixa 1: renda familiar máxima é de R$ 1.800;
  • Faixa 1,5: renda familiar máxima é de R$ 2.600;
  • Faixa 2: renda familiar máxima é de R$ 4.000;
  • Faixa 3: renda familiar máxima é de R$ 9.000.

Recursos do Minha Casa Minha Vida

Os recursos do Minha Casa Minha Vida são repassados para a Caixa Econômica Federal pelo Ministério das Cidades. Para atender à Faixa 1, nas modalidade Empresas e Entidades, a Caixa e o Banco do Brasil analisam e aprovam a contratação dos projetos apresentados pelas construtoras, conforme as diretrizes definidas pelo Ministério das Cidades.

Nas outras faixas de renda, os recursos são repassados pelo ministério à Caixa para subsidiar os contratos de financiamento dos interessados na aquisição do imóvel tanto na área urbana como na rural.

Conheça as taxas de juros e benefícios por faixa

Na faixa 1,5 a taxa de juros é de 5% ao ano.

Na faixa 2, os juros cobrados continuam variando de 5,5% a 7% ao ano.

Na faixas 3 e 4, para renda de R$ 4 mil até R$ 7 mil mensais, a taxa cobrada é de 8,16%. Já para a renda familiar entre R$ 7 mil e R$ 9 mil, os juros são de 9,16% ao ano.

As famílias que se enquadram nas faixas 1,5 e 2 recebem subsídio do governo para a compra do imóvel, além de financiamento com taxa de juros menores que as usadas no mercado. Já a faixa 3 prevê o financiamento com recursos do FGTS com taxas abaixo do mercado.

Conheça algumas características e benefícios do programa

  • Valor máximo do imóvel: R$ 300 mil (definições de valor por município);
  • Financiamento em até 360 meses;
  • Possibilidade de inclusão dos valores de despesas cartorárias e ITBI no financiamento;
  • Subsídio para famílias com renda bruta de até R$ 4.000,00. O valor do subsídio pode chegar a R$ 47.500,00, dependendo da renda do beneficiário e da região onde o imóvel está localizado.


Entre em Contato

Gostou de algum imóvel ou quer tirar uma dúvida?

Fale Conosco
Cadastre seu Imóvel

Quer negociar seu imóvel? Somos especialistas! Deixe seu imóvel com quem entende do assunto.

Cadastrar imóvel
Não encontrou o Imóvel desejado?

Informe as características do imóvel desejado e encontraremos o imóvel para Você!

Informar Agora
O que nossos clientes dizem:

Tenho orgulho em ser cliente! Me ajudaram muito na realização de meu sonho!

Alana Silva
1